Pode o Stress Levar à Azia e Indigestão?

Ainda que um pouco de stress possa ser benéfico e impulsioná-lo a fazer mais e melhor, a vida nos dias de hoje pode ser mesmo stressante para algumas pessoas. Quer seja novo ou velho, qualquer pessoa sente os efeitos do stress. Pode ser o resultado dos mais diversos eventos do dia-a-dia ou de situações complicadas que esteja a enfrentar nesse momento – qualquer coisa, desde problemas ou discussões com um amigo, preocupações financeiras, ter demasiadas coisas para fazer ou sentir-se pressionado com o trabalho.

Na sua mente, o stress pode levá-lo a sentir preocupação, ansiedade ou irritação, bem como vir a criar-lhe problemas de saúde que podem interferir na sua forma de viver o dia-a-dia. Está também associado às insónias, que facilmente se tornam um ciclo vicioso, uma vez que uma coisa afeta a outra e vice-versa – se não dorme bem, pode vir a sentir-se stressado e se se sente stressado, pode vir a ter dificuldade em dormir devidamente.

Para além de afetar a sua mente, sabia que o stress também pode afetar o seu corpo? Pode causar dores de cabeça, envelhecimento precoce e ainda perda de cabelo. O estômago e o sistema digestivo são também altamente afetados pelos níveis de stress.

Portanto, como é que o stress pode levar à azia e à indigestão? Bem, a relação entre o stress e os problemas de digestão não é óbvia, mas sabia que o stress pode fazer aumentar a quantidade de ácido no seu estômago[1]? A pressão estomacal pode também desencadear uma indigestão e sendo a tensão muscular[2] um dos sintomas do stress, é fácil perceber a relação.

Se o excesso de ácido estomacal causado por qualquer uma destas situações acaba por subir até ao seu esófago, então irá começar a sentir na sua zona peitoral um ardor provocado pela azia. Para além disso, o stress pode afetar o sistema digestivo e quando a comida não é digerida de forma correta, o ácido pode também acabar por subir.

Se sofre de azia, Gavicon Duefet pode ajudá-lo a resolver o problema a curto prazo. Adequado para maiores de 12 anos de idade. Leia sempre as informações constantes da embalagem e do folheto informativo antes de tomar este medicamento. Em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, consulte o seu médico ou o farmacêutico.. Para soluções a longo prazo, aposte na redução e na gestão dos níveis de stress, não só melhorará a sua disposição e bem-estar, como também ajudará a melhorar a sua saúde!

Dormir

Dormir bem quando está stressado pode ser muito importante uma vez que este é um redutor de stress natural, o único problema é que estar stressado leva a que seja mais difícil adormecer. O espaço onde dorme deve ser o mais confortável possível. Tenha em atenção a escuridão total do quarto e o aquecimento do mesmo e dê a si mesmo tempo suficiente para que tenha uma boa noite de sono.

Fazer exercício físico

Para além de ser bom para a sua saúde e bem-estar, o exercício físico já provou que tem também um sem número de outros benefícios e um deles é o alívio do stress[3]. O exercício pode ajudá-lo a aumentar o nível de endorfinas (que são as nossas hormonas da boa disposição) e dá-nos também um sentimento de dever cumprido. Encontre algo que goste de fazer, quer seja correr, nadar ou fazer yoga.

Comer bem

Comer bem é uma grande defesa contra o stress já que é muito mais fácil lidar com ele quando estamos saudáveis. Durante alturas de stress, as pessoas tendem em refugiar-se na comida de conforto, mas é importante nutrir o seu corpo com os nutrientes necessários uma vez que este tipo de comida deixa-nos letárgicos[4]. Evite gorduras saturadas e alimentos açucarados, em vez disso coma frutas, legumes e pratos ricos em hidratos de carbono como a batata-doce assada.

Falar com alguém

Lidar com o stress sozinho pode ser difícil por isso falar com alguém em quem confia pode fazer uma grande diferença naquilo que sente, quer seja um bom amigou ou um médico especializado. Tratamentos através da fala como a terapia cognitivo-comportamental (ou TCC) podem também ajudar a compreender os seus padrões de pensamento, reconhecer os seus pontos sensíveis e identificar ações positivas que possa tomar.

 

Experimente estas pequenas mudanças no seu estilo de vida para reduzir os níveis de stress e deverá, em breve, começar a notar os efeitos das mesmas no seu dia-a-dia.

  



[1] http://www.webmd.com/heartburn-gerd/guide/understanding-heartburn-basics

[2] http://www.calmclinic.com/anxiety/signs/heartburn

[3] http://www.nhs.uk/Livewell/fitness/Pages/whybeactive.aspx

[4] http://www.pcrm.org/health/health-topics/how-to-eat-right-to-reduce-stress

Compartilhar: