Saltar para o conteúdo

Porque é que os bebés são suscetíveis ao refluxo? 

Há dois fatores que podem contribuir para o refluxo nos bebés. Em primeiro lugar, o seu esófago (tubo que liga a boca ao estômago) é mais curto e estreito. Em segundo lugar, a válvula muscular na parte inferior do esófago ainda não está totalmente desenvolvida. Assim, o ácido gástrico pode subir mais facilmente para o esófago. Ao contrário do revestimento do estômago, o revestimento do esófago nos bebés e nos adultos não está projetado para tolerar ao ácido. Portanto, se o líquido que sai para o esófago contiver muito ácido gástrico, pode causar dor. 

Refluxo ácido ou DRGE em bebés? 

A azia em adultos pode ser devido ao refluxo ácido também conhecido como DRGE - Doença do Refluxo Gastroesofágico, uma doença comum que faz com que o ácido do estômago suba até ao esófago de forma frequente. É comum em adultos, mas também pode afetar bebés e crianças. Na verdade, cerca de metade de todos os bebés têm algum refluxo nos primeiros três meses. Felizmente, este refluxo não é todo refluxo ácido e não causa problemas a muitos bebés. Aos 10 meses de idade, esta condição é observada em apenas cerca de 5% dos bebés. Alguns bebés podem, no entanto, ter refluxo ácido ou DRGE e precisam de ajuda para o prevenir ou parar. Aqui estão alguns sinais para estar atento: 

  • O seu bebé regurgita comida frequentemente - logo após a alimentação ou até duas horas depois; 
  • O seu bebé arqueia as costas quando se alimenta ou depois de comer; 
  • Recusa um alimento, mesmo estando contente a chuchar um boneco ou um cobertor; 
  • Choro frequente; 
  • Irritabilidade; 
  • Mau hálito; 
  • Dificuldade em dormir. 

Se estes sinais ocorrerem com frequência, é aconselhável falar com o seu médico. 

Pode ajudar a evitar o refluxo no seu bebé? 

Há duas coisas principais a ter em conta: a comida que se dá ao bebé e a forma como o alimentamos. 

1) Escolhas alimentares para um bebé com refluxo: 

O leite materno é digerido mais rapidamente do que a fórmula e também contém enzimas que ajudam na digestão. Assim, as hipóteses de refluxo são reduzidas. 

Se estiver a alimentar leite de fórmula, experimente quantidades menores com mais frequência. Isto porque as refeições pequenas são digeridas mais rapidamente e, com menos volume, a probabilidade de refluxo é reduzida. 

2) Dicas para alimentar um bebé com refluxo: 

Estas soluções poderão ajudar: 

  • Alimente o seu bebé lentamente e mantenha-o na vertical; 
  • Faça o seu bebé arrotar com frequência ao alimentar-se; 
  • Tente segurar o seu bebé na vertical durante meia hora depois de se alimentar; 
  • Certifique-se de que a fralda do seu bebé não está muito apertada. 

O que se pode fazer para minimizar o refluxo em bebés? 

Se levar o seu filho a um profissional de saúde sobre o refluxo, este poderá sugerir os conselhos que escrevemos acima, como a amamentação e os horários de alimentação. Ele terá em conta vários fatores, como a idade do seu bebé ou se nasceu ou não prematuramente. Dependendo do seu caso, o médico pode aconselhar amamentação ou uma fórmula infantil anti-regurgitação.  

Se tiver alguma dúvida sobre o estado do seu filho, peça sempre conselhos ao pediatra ou ao seu médico. Mas lembre-se, poucos bebés sofrem de refluxo ácido ou DRGE, por isso aproveite os vossos momentos especiais de alimentação juntos enquanto podem – os nossos pequeninos não são pequenos por muito tempo. 

Toda a informação apresentada neste artigo não se destina a diagnosticar ou prescrever. Leia sempre o rótulo. Se os sintomas forem graves ou prolongados, deve consultar um médico ou farmacêutico. Fale sempre com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. 

Artigo publicado January 1, 2021