Saltar para o conteúdo

O que é refluxo ácido? 

O refluxo ácido também é conhecido como azia, indigestão ácida e refluxo gástrico. 

É causado quando alguns dos conteúdos ácidos do estômago voltam para o esófago (o tubo que transporta alimentos da boca para o estômago). Isto cria uma dor ardente na área inferior do peito, muitas vezes depois de ter acabado de comer. 

Quais são os sintomas do refluxo ácido? 

Acha que pode ter refluxo ácido? Como saber? 

Os principais sintomas tendem a ir e vir. Muitas vezes são piores depois de comer ou quando se deita ou se inclina. Isto é porque, quando se deita, o ácido não tem de se mover contra a gravidade para subir o esófago. 

Os sintomas comuns incluem: 

  • Azia – esta dor ardente tende a subir da parte superior do estômago em direção à garganta; 
  • Dor na parte superior do estômago e no peito; 
  • Inchaço; 
  • Dor ardente na ingestão de alimentos quentes e especialmente bebidas quentes; 
  • Um sabor ácido na garganta; 
  • Mau hálito; 
  • Suspiro; 
  • Tosse seca. 

Sintomas menos comuns: 

  • Tosse persistente (especialmente à noite), às vezes levando a respiração asmática; 
  • Rouquidão; 
  • Ocasionalmente, uma dor muito severa que pode ser confundida com um ataque cardíaco. 

O que causa o refluxo ácido? 

Quando come ou bebe, a comida ou o líquido passam da boca para o estômago através do esófago, que é um tubo forrado com músculos. O estômago produz ácido para ajudar a digerir os alimentos, e o revestimento do estômago é projetado para suportar esse ácido. 

O forro do esófago é mais delicado e precisa de ser protegido deste ácido. Há uma faixa circular de músculo na junção entre o esófago e o estômago, que funciona como uma válvula de sentido único. Foi concebido para deixar cair alimentos e líquidos, mas evita que o ácido do estômago suba e volte a entrar no esófago. 

Se esta válvula ficar enfraquecida, o ácido do estômago pode refluir de volta para o esófago e pode, por vezes, viajar ao longo do esófago para alcançar a garganta. 

Causas comuns 

  • Dieta; 
  • Ter excesso de peso; 
  • Estar grávida (o refluxo ácido na gravidez é comum à medida que o bebé empurra o estômago para cima); 
  • Ter uma hérnia de hiato (a parte superior do estômago sobressai através do diafragma). 

No entanto, muitas pessoas desenvolvem refluxo ácido sem razão aparente. 

Coisas a evitar 

  • Alimentos fritos e gordurosos, carnes gordas e produtos lácteos; 
  • Comer muito (refeições grandes), muito rápido ou tarde da noite; 
  • Fumar; 
  • Álcool, bebidas cafeinadas, comida picante; 
  • Cintos apertados ou roupas (aumenta a pressão sobre a válvula); 
  • Passar muito tempo deitado. 

Como posso tratar o refluxo ácido? 

À procura de um medicamento eficaz para aliviar o seu desconforto? 

Desfrute do alívio rápido da azia e do refluxo com a formulação mais icónica de Gaviscon, o único medicamento com alginato e de origem natural*. 

Tudo começa com alginato de sódio. Refinado a partir de algas castanhas, este ingrediente atua como uma barreira poderosa contra o desconforto e proporciona alívio instantâneo. 

Quando o alginato de sódio entra em contacto com os ácidos do estômago, forma um gel espesso que sobe até ao topo do estômago. Esta barreira protetora sobre o conteúdo do estômago, impede que o ácido suba acalmando a sensação de queimadura no peito. 

O bicarbonato de sódio e o carbonato de cálcio atuam como antiácidos, combatendo o ácido em excesso. A barreira protetora dura até 4 horas. 

Gaviscon não entra na corrente sanguínea. É um produto com bom perfil de segurança, sem glúten e sem açúcar. Está indicado durante a gravidez e amamentação. 

 

Toda a informação apresentada neste artigo não se destina a diagnosticar ou prescrever. Leia sempre o rótulo. Se os sintomas forem graves ou prolongados, deve consultar um médico ou farmacêutico. Fale sempre com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. 

 

*Infomed (06/2021). Alginato de origem natural derivado de algas. 

Artigo publicado January 1, 2021