Refluxo Ácido

O refluxo ácido corresponde à subida do ácido do estômago até ao esófago, originando uma sensação de ardor no peito que pode subir até à garganta acompanhada de um sabor ácido na boca/garganta.​

Causas e Sintomas

O refluxo ácido ocorre geralmente antes de dormir, principalmente porque quando está deitado, não é necessária tanta força para o ácido do estômago subir pelo esófago até à garganta.

O ácido do estômago ajuda na digestão dos alimentos. No entanto, com o envelhecimento, o corpo fica menos adaptado para impedir que o ácido suba pelo esófago. É por isso que é mais provável que sofra de refluxo ácido mais tarde na vida, embora também possa ocorrer também em jovens.

Os sintomas do refluxo ácido incluem:

  • Sensação de queimadura/ardor no peito ou garganta após comer. 
  • Sabor ácido/amargo na parte de trás da garganta. 
  • Sensação de mal-estar. 
  • Dor ou dificuldade a engolir. 
  • Respiração ofegante. 
  • Arrotos. 

Na maioria dos casos, o refluxo ácido é uma resposta natural ao ácido gástrico que irrita o esófago desprotegido.

O que causa o refluxo ácido? 

  • Alimentos fritos e gordurosos
  • Comer demasiada quantidade 
  • Comer demasiado rápido 
  • Produtos lácteos
  • Álcool, bebidas com cafeína e alimentos picantes, os quais podem estimular a abertura do esfíncter gastroesofágico 

O excesso de peso leva a um aumento de pressão no estômago, forçando a abertura do esfíncter gastroesofágico após as refeições. 

Mas sabe qual o grande contribuidor? O stress! Pode levar a um agravamento dos sintomas. O stress diminui a produção de prostaglandinas, substâncias que protegem o estômago do ácido. Tente dormir pelo menos 8h por dia e diminuir os fatores de stress da sua vida o mais possível.

FAQs

Algumas pessoas desenvolvem refluxo laringo-faringeo (RLF). Os sintomas mais comuns do RLF são garganta inflamada e tosse acompanhada por um “caroço” que não desaparece. Se acha que pode estar a sofrer de RLF consulte o seu médico.

O stress e a ansiedade podem afetar a produção de prostaglandinas, substâncias químicas que influenciam os processos de cicatrização e reparação no corpo. As prostaglandinas são essenciais no combate ao dano causado pelo refluxo ácido.

O refluxo ácido é muito comum e geralmente é reduzido com mudanças no estilo de vida e medicamentos. No entanto, existem alguns sintomas relacionados com refluxo ácido que podem requerer a procura de ajuda médica. Incluem: 

  • Refluxo ácido que não é melhorado com as mudanças no estilo de vida e os medicamentos; 
  • Sintomas de azia na maioria dos dias por três semanas ou mais; 
  • Refluxo ácido persistente em meio dia ou mais; 
  • Parar de comer, perder peso sem querer ou vomitar frequentemente; 
  • Vómito de sangue ou "borra de café" preto; 
  • Dor forte ao engolir ou sensação de comida presa na garganta.

Como aliviar

Sabemos como o refluxo ácido pode ser perturbador, e é por isso que a nossa gama foi projetada para ajudar a aliviar o desconforto. Os nossos produtos criam uma barreira protetora que ajuda a evitar que o ácido - e outros agressores como a pepsina e a bílis - subam pelo esófago.

A formulação viscosa presente em toda a nossa gama Gaviscon é o alginato de sódio. Os nossos produtos também contêm antiácidos que ajudam a neutralizar o excesso de ácido do estômago. Em conjunto, esta composição permite que Gaviscon ofereça alívio dos sintomas, para que não tenha que colocar a sua vida em pausa. 

Posologia (adultos e crianças com mais de 12 anos): Tome 1 a 2 saquetas de Gaviscon, Saquetas, Sabor a menta ou Gaviscon Duefet, Saquetas ou mastigue 2 a 4 comprimidos de Gaviscon Morango, Comprimidos para mastigar ou Gaviscon Comprimidos para mastigar, Sabor a menta após as refeições e ao deitar.

A informação aqui apresentada não tem como objetivo diagnosticar ou prescrever. Caso os sintomas sejam severos ou prolongados, consulte o médico ou farmacêutico. Leia sempre o folheto informativo.